COSMOCRACIA

A monocracia dava ao homem segurança mas priva-o da liberdade. A democracia, que na verdade só é um pano transparente que supostamente protege a liberdade dos cidadãos, prometeu liberdade mas não deixou a segurança de lado. Democracia é sinônimo de liberdade? Pelo menos em tese sim, mas na prática, simplesmente não funciona. Aliás eu não me lembro da época em que funcionou como foi prometido. Vivemos numa democracia falsa, ilusória, que engana aqueles que não querem ver, que estão confortáveis a menos que tenham alguns bens de consumo que os fazem serem aceitos, serem parte de um nicho que está a beira do desmoronamento, de declarar falência e ver seus acionistas apodrecerem, enquanto os presidentes desta sociedade deliberadamente chamada democrata, fogem nos seus jatinhos particulares para uma ilha paradisíaca onde escondem o dinheiro roubado das massas que trabalham para sustentar uma família, uma família postiça, que não passa de umas fotos na parede de momentos aparentemente alegres, falsos, tentando sustentar a imagem de que são uma família, mesmo que este termo tenha perdido o sentido a décadas. Família se tornou pessoas ligadas pelo sangue, nada mais.

saunders_solidairpost-copy

Somente no plano universal, onde se encontram os dois planos, horizontal e vertical, que o homem pode ser livre e obedecer uma autoridade ao mesmo tempo. O plano horizontal é o mundo das ilusões, onde aparentemente vivemos. Já o horizontal é aquele que nos conecta com algo maior, uma força que está além, em constante atividade sobre eu e você. O contato com este poder maior, nos liberta dos pesares do plano horizontal que é ditado por egos, capital, botox, carnes, contas bancárias, lipos, personal trainers, institutos de beleza, espelhos, maquiagem, máscaras, marionetes, bonecas e bonecos de corda, caules ocos de uma árvore sem folhas.

O homem deve possuir perfeita segurança com perfeita liberdade. Por isso deve ir além, ultrapassar a democracia e monocracia e chegar na COSMOCRACIA: O governo do homem pelas leis do universo, do cosmo, do infinito poder que nos rodeia, invisível e majestoso em sua eterna beleza materna. è aquil que nos permite ver, compreender, viver completamente em harmonia entre o plano horizontal e o vertical.

PB

As mesmas leis que regem o Além cósmico devem reger também o Além humano. Desta relação intríseca advém a harmonia que é o fim, o nirvana, o céu, o êxtase, ou como você quiser chamá-lo. Mas esta verdadeira harmonia é praticamente inalcançável. Mas existe um caminho que vale a pena trilhar. Por este caminho você encontrará as perguntas que o farão ver, questionar, formar opinião, abrir os olhos e sentir um começo de segurança e liberdade. Depois desse primeiro encontro, deste primeiro passo em direção à verdadeira realidade, não há mais volta. Assim acontece com o outro espectro desta força benigna. A partir do momento que você anda em direção ao maligno, não há volta. Este caminho é o mais fácil pois é o que rege este mundo horizontal. Uma vez de mãos dadas com o mal, você só pode esperar ele soltar sua mão. Não há escapatória. Ele vai te usar até cansar, e quando estiver num estado deplorável, sem forças, sem o que oferecer, ele o deixará apodrecer. Só assim algumas pessoas percebem que devem se levantar e procurar o caminho do além, da luz, da força que rege o universo, que deseja sua evolução espiritual, sua liberdade, sua segurança, deseja ajudá-lo a desenvolver a força interior que precisa para trilhar o caminho.

Enquanto o homem é monocrático, liderado por um indivíduo de fora; ou enquanto é democrático liderado por um elemento semi-interno, ele não vai desfrutar da segurança e da liberdade ao mesmo tempo, não haverá harmonia.

O homem só se torna INTEGRAL quando ultrapassa a monocracia e a democracia e vai além, ao encontro da COSMOCRACIA. Assim ele se torna um homem seguramente livre e livremente seguro.

8228-manha-cinzenta

Nesse universo Cosmocrata, o EU divino do homem que governa, isto é, sua consciência, sua razão, o logos, a alma, a divindade interna, o “espírito de Deus que habita em cada homem, da maneira que cada um compreende e entende. Resta saber quem é o governado nesta situação. O ego, a personalidade físico-mental-emocional do homem disfuncional e desequilibrado. O ego que deseja, que quer mais, que supera a si mesmo e ao mesmo tempo deteriora a consciência cósmica e espiritual. Troca a liberdade segura por bens de consumo frágeis, ilusórios. Troca a segurança da liberdade por status social sem saber que o social é uma jaula de leões famintos, prontos para atacar uns aos outros em troca do reinado do ambiente. O comportamento humano não difere, numa visão geral, do comportamento dos animais selvagens. Lutam para serem o macho alfa do território onde estão, lutando com os outros machos da região para ter livre acesso a fêmea e ao alimento (que no nosso caso é o dinheiro). Onde está a evolução?! Mascarada por paletós Armani e perfumes da Boticário. Por “coisas”. cosmos

A filosofia oriental diz sabiamente:

“o EU é o maior amigo do ego. Mas o ego é o pior inimigo do EU.”

É bom saber que existe uma constituição cósmica, que não está escrita em nenhum livro, mas está gravada no íntimo da natureza de todos os seres do universo – desde o átomo ao homem fisicamente formado. É a grande lei da INTERDEPENDÊNCIA de todas as coisas, a lei do amor, do equilíbrio, da compaixão mútua entre todas as criaturas.

Verdade, Justiça, Bondade, Amor, Sinceridade, Benevolência, Compaixão – são estes sinais que revelam a atitude interna do homem cosmocrático.

Para que o homem passe da democracia do seu pequeno ego para a cosmocracia do grande EU, necessita passar da ignorância para a sapiência, do erro para a verdade sobre si mesmo: Autoconhecimento. Enquanto o homem não se conhecer por inteiro (corpo, mente ou emoção), não vai poder entrar na zona cosmocrática, porque é ainda reinado pelo ego. Assim, permanecerá nesta zona obscura, que é a escravidão disfarçada de liberdade de expressão, do capricho e do ego, sem segurança, sem rumo, vagando no limbo social.

Star-Stuffs-Neon-Cosmos-1

Somente depois que entrar na zona luminosa de seu verdadeiro EU, é que o homem conquista a verdadeira liberdade. Nesta luz, não é o ego que escolhe seu “presidente” e lhe delega poderes, mas o ego descobre o fato de que, acima dele existe um soberano e legítimo poder, seu eterno EU cósmico (Deus) que é o único detentor da real natureza humana. Obedecer a este EU interno é liberdade, segurança, harmonia, paz e felicidade.

Fácil falar, difícil praticar. Mas vale a pena o esforço de pelo menos começar a pensar sobre assunto e dar o primeiro passo em direção a luz, onde a escuridão não existe.


Artigo baseado no livro “Novos rumos para a educação”, Huberto Rohden.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s