Promessas não cumpridas

Todo final de ano, para alguns, é a mesma história: promessas não cumpridas, nem a curto muito menos a longo prazo. Não importa qual o tipo da promessa que fazemos, nossa habilidade de ‘ir até o fim’ está ficando cada vez mais fraca. Alguns chamam de ‘síndrome da segunda-feira’ ou ‘síndrome do ano novo’ ou qualquer título parecido. O resultado é um só: empurramos com a barriga, nos iludindo com nossas próprias promessas que vamos mudar de alguma maneira e por alguma razão, isso não acaba acontecendo. Por que não começar agora ou na próxima hora, ou melhor: o mais rápido possível.

coisas boas levam tempo

A esta altura do ano (último dia de 2015) a lista de mudanças deve estar grande, num lugar ‘religioso’, bem visível, compartilhada nas suas redes sociais, comentadas com praticamente todos os seus círculos de amigos. Como dizia aquela música, ‘quem quer faz agora, não espera acontecer.’

Corte os vícios aos poucos. Uma medida radical pode estragar todo seu autocontrole. E o estoque dele em você é limitado.

Parece inevitável a sede de mudança que temos. Sim queremos realmente mudar, melhorar, abolir velhos hábitos ruins e nos programar para adquirir hábitos saudáveis, construtivos, mas por alguma razão maior do que nós, não conseguimos dar continuidade a tais planejamentos, a tais mudanças de comportamento, enfim…Na verdade o homem sempre foi mais condicionado a pensar mais no presente e o que ainda não veio, parece ser ilusão, mas sempre colocamos acertamos nosso despertador, compramos agendas, relógios etc.

BITUCA

“O agora parece sempre mais concreto e importante do que a recompensa que só virá no futuro, que passou a ser incerto” explica Michelle vanDellen, professora de psicologia da Universidade da Geórgia, EUA

O que nos impede? Pergunta pertinente que cada um deve fazer a si mesmo. Grande parte deste ostracismo diante a mudanças é o tamanho delas. Uma mudança radical de comportamento por exemplo leva tempo e isso parece ser muito difícil de entender. Perdemos a noção de como lidar com aquilo que leva tempo. Leituras dinâmicas, aprenda um idioma em três meses, leia um livro em dois dias, promoções relâmpago que o cérebro não está preparado para executar, sem contar que algumas são falsas. Um livro deve ser ruminado, um idioma leva tempo para ser ‘incorporado’ na rotina do cérebro, não vou conseguir aprender a ‘ser feliz’ em 10 etapas.

CRINÇAS NO MAR

“O homem de hoje é muito parecido com o homem das cavernas, no sentido de querer saciar seus instintos como fome, preservação e prazer” diz Robson Nascimento, pesquisador da UFMG.

Na rápida era da informação de hoje, tudo é muito efêmero. Eu não consigo escutar todas as músicas que baixo num dia, não consigo ler tudo que me programei para ler, não consigo fazer tudo que gostaria de ter feito num dia. É aqui que acontece a terrível ‘frustração’. Como lidar?

gato bebendo agua

Traçar planos para chegar ao objetivo, seja ele qual for, do menor ao mais complexo, é o começo. O que acontece é que, quando perdemos algumas etapas deste planejamento, o grande objetivo parece ficar mais distante ainda. Temos a tendência de olhar pros pequenos erros de percurso como se eles fossem mais importantes do que o grande prêmio em si. Acidentes de percurso acontecem, mas o foco deve estar sempre no final da caminhada e não nos pequenos erros que eventualmente cometemos trilhando o caminho.

Aprender a ter em mente sempre o objetivo final é essencial para alcançar qualquer meta. Distrações acontecem a todo momento. Quando eu começo a usar a internet para ler meus Feeds de notícias, sempre acontece alguma coisa que me tira a atenção, algum link, alguma imagem, um cachorro latindo, o vizinho brigando, uma atualização de um software que aparece nas horas mais inoportunas…

mulher lendo

Foco é a palavra da ordem. Sem foco nada acontece no longo prazo. Nem a curto prazo, sem foco tudo fica mais difícil de ser realizado. Por isso, aprender a meditar é de extrema importância nos dias de hoje. Com tanta distração que não leva a nada nos bombardiando a todo momento, a todo clique, a toda página que visitamos, a todo canal que assistimos, aprender a focar naquilo que estamos fazendo e seu propósito maior é de extrema importância.

Aprender a dosar o controle também é importante. O segredo dessa escassez de controle sobre si mesmo está numa substância chamada ‘histamina’, que é liberada em situações como o estresse. Ela nos ajuda a ficar alertas e, portanto, controlados. Isso explica por que alguém que segue rigorosamente uma meta ás vezes vacila em outra, como engordar depois de parar de fumar. É que esvaziamos a cota da disciplina. Dica: não a use de uma vez. Mantenha a linha dura consigo mesmo, seja verdadeiro e realista – mas não esqueça de liberar alguns agradinhos de vez em quando.

Anúncios

CRIATIVIDADE COMO ESTILO DE VIDA

Devemos usar da nossa tão importante criatividade como um estilo de vida e não só em nosso trabalho ou em ações que realmente precisamos. Devemos estar constantemente desenvolvendo nossa criatividade.

kids-laughing-soap

Em qualquer ato, em qualquer pensamento, lá está ela, nossa melhor amiga, pau para toda obra, inseparável e insuperável, nos bons momentos e principalmente nos ruins. Se ainda estamos certos de que ela não nos serve na rotina que necessita da razão mais do que outra coisa, devemos começar a adotar a criatividade como um estilo de vida ao invés de uma simples maneira de solucionar nossos problemas. Usufruindo de nossa criatividade, exercitando-a a todo momento, nossos problemas vão diminuir e as soluções irão aumentar.

Qualquer pessoa tem a capacidade de desenvolver uma mente criativa. A criatividade está intimamente relacionada a padrões de pensamentos, linhas de raciocínio, imaginação e intuição, originalidade, sendo assim possível o treinamento, a adequação do indivíduo aos níveis de criatividade pessoal.

apotheosis

Criatividade pode ser estimulada através do aprimoramento da flexibilidade e da busca por soluções alternativas para problemas recorrentes. Muitos são os obstáculos para podar a criatividade no ser humano mas nenhuma delas é exterior. O próprio ser humano consegue danificar o mecanismo interno que nos motiva a buscar algo novo, que nos permita sair de nossa tão perigosa zona de conforto e ir além de tudo aquilo que estamos acostumados.

Estimular a criatividade é também estimular a flexibilidade, a visão de futuro, a autonomia, os trabalhos em equipe, a liderança, etc. Num mundo de mudanças, marcado por turbulências e incertezas; tudo isso se torna fundamental.

kids-playing-beach

A criatividade humana não é temporal mas sim um patrimônio do ser humano. Devemos cria ou inovar algo a ser aproveitado pela sociedade. Não há hora marcada para criar, pois tal prática deve ser estimulada, exercitada pelo indivíduo a todo instante.

Devemos estar constantemente criando estratégias de ação, soluções diferentes para os diversos problemas das diversas áreas de nossa vida.

Desrespeito como cultura

Cada vez mais vejo o desrespeito como cultura. O desrespeito parte de todo lugar mas principalmente o praticado pelas pessoas, como eu é aterrorizante. Casais de jovens, com ou sem filhos, começam a se mudar para cidades pequenas, o êxodo acontece outra vez, de fora para dentro, do fim para o início, tudo se volta para onde se começou, a zona rural que hoje não é mais rural. Pessoas buscam relações mais humanas, eufemismo, gastos mais baixos, utopia, procuram menos responsabilidades, fuga, menos poluição, menos risco de morte, ilusão e realidade se fundem numa pintura surrealista de Dalí. 

salvador-dali-pinturas-7

Exemplos bons são cada vez mais raros. ‘São Paulo não está dando certo’ deveria ser a chamada ao invés de ‘São Paulo que deu certo’. Devassidão moral e ética de pessoas que perderam a noção de espécie, não sabem o que significa ser humano nos dias de hoje. Celular, aplicativos, não viva sem eles, gadgets tomam conta da personalidade de muitos, você passa a ser aquilo que possui, o que está na tela de seu celular, você é os aplicativos que usa no seu mais atual smartphone que não serve para nada de útil. Perdidos sem causa, ofendemos nossos ‘colegas’ humanos deturpando tudo aquilo que um dia pode ser chamado de humano.

MENINO SUJO

Nível de escolaridade não é mais importante do que os amigos dos amigos que você conhece pelas redes sociais de alguém que sabe onde tem um emprego que ‘é a sua cara’. Anos de estudo e dedicação de pouco valem agora que você conhece alguém ‘importante’. 

LIXO

Andar pela rua, de carro ou de a pé, é uma viagem a um mundo sombrio. A educação parece não existir, bom senso, o que significa mesmo? Nada faz mais sentido do que pegar o melhor lugar para estacionar o carro, ou sentar num ônibus lotado, de volta para casa e de volta outra vez para lugar nenhum. 

Sinto falta de uma pergunta simples, como você está? tudo bem? são raridades, pérolas esquecidas nas profundezas da humanidade que poucos se atrevem a resgatar. ‘Quando a esmola é muito até o santo desconfia.’ Infelizmente escuto estas coisas quando pessoas se deparam com seres humanos educados, bondosos, felizes, de bem com a própria vida, não com a dos outros. Ser bom hoje é ser estranho. Todo ato de bondade hoje é visto como estranho.

POLICIAL LUTANDO

E hoje eu fico com a lembrança de um lugar, bem longe daqui, onde as pessoas não buzinavam no trânsito, não cortavam sua frente, não passavam acelerando no sinal amarelo, abriam portas, diziam obrigado, pediam por favor. Talvez esse país hoje possa parecer outro planeta, mas não ele existe e é habitado por seres humanos e não por pessoas alienadas pelo sistema, pela mídia e pela vida em si.

Conect_Love

Não se deixe corromper por um presente que não tem passado nem futuro. Buda

 Baseado no artigo de Ruth de Aquino para a Época